A liquidez de um imóvel influi diretamente no seu valor, ou seja, quanto mais fácil e rápido for possível a concretização da sua venda, mais valorizado ele se torna.

Mesmo assim, muitas pessoas incautas ainda insistem em reformar ou construir imóveis de forma irregular, sem aprovar os projetos e obter previamente a necessária licença de reforma ou de construção perante os órgãos competentes, o que impede ou dificulta a futura comercialização desses bens.

Como geralmente as pessoas desejam imóveis cujos valores estão acima do montante que elas possuem em conta, na hora de concretizar a negociação elas se vêem compelidas a buscarem recursos através de financiamentos bancários. Ocorre que, se o imóvel desejado estiver com a documentação irregular, os bancos não o financiam -obviamente-, frustrando os interessados.

Esses imóveis clandestinos são como “carta fora do baralho” e sofrem desvalorização que podem ultrapassar de 50% do que valeriam se estivessem regularizados e passíveis de serem financiados.

4 respostas

  1. Reflexão eficaz e bastante esclarecedora, na medida em que boa parte das familias não se atém a importância desses detalhes, o que certamente, a inobservância deles comprometerá sobremaneira a liquidez do imóvel, e fatalmente terá seu preço de venda reduzido, além de um nicho de mercado comprador, infinitamente, menor ou seja o achismo custa caro….

  2. Parabéns Frederico por mais essa postagem. Deixo aqui uma sugestão para uma futura postagens. Imóvel irregular por documentação, vendedores sem certidões negativas, Imóveis de espólio, como vender?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *