Para esclarecer essa questão é necessário sabermos inicialmente três coisas: o perfil do investidor; o montante disponível para o investimento; e a região onde ele pretende investir.

É preciso ainda considerar que: imóvel é investimento de longo prazo; a relação demanda x oferta dita os valores dos imóveis; as tendências de mercado podem variar de região para região e de um momento para outro, inclusive em razão de peculiaridades locais.

Pode haver grande demanda para determinado tipo de imóvel numa cidade, mas não ocorrer o mesmo na cidade vizinha, por exemplo.

A construção exagerada de novos imóveis é um fato que pode gerar graves desequilíbrios no Mercado. E isso não é tão difícil de acontecer, porque as pesquisas podem influir simultaneamente nas decisões de diversos empreendedores, que acabam construindo os mesmos produtos, em quantidade acima do que a demanda é capaz de absorver.

A rentabilidade do aluguel varia de um imóvel para outro em face desses fatores. Aliás, os imóveis residenciais mais caros geralmente são os menos rentáveis.

Enfim, a escolha do melhor imóvel é uma decisão que exige a análise minudente e o conhecimento do Mercado em que se almeja investir. E não bastam apenas informativos gerados por sites na Internet ou mesmo pesquisas realizadas por estatísticos contratados por associações de construtoras, embora elas sejam muito importantes, obviamente.

É estratégico o investidor contratar um Corretor de Imóveis que conheça bem a região e as especificidades mercadológicas do local onde pretende investir para lhe orientar na escolha certa, afinal é ele o profissional que convive diariamente com as demandas imobiliárias.

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *